14 e 15 de maio

36ª Semana da/o Assistente Social
e IX Simpósio Goiano de Serviço Social

Regressão de direitos tem classe e cor:
Assistentes Sociais no Combate ao Racismo

Sobre

Encontro celebra o Dia da/o Assistente Social, comemorado em 15 de maio e tem como tema “Regressão de direitos tem classe e cor: Assistentes Sociais no Combate ao Racismo”. Profissionais, pesquisadores e estudantes reúnem-se durante evento promovido pelo Conselho Regional de Serviço Social de Goiás para refletir sobre algo que muitos brasileiros insistem em dizer que não existe: o racismo institucionalizado em nosso País.

O Conselho Regional de Serviço Social de Goiás – CRESS Goiás, 19ª Região, gestão “Lutar Sempre, Temer Jamais” realiza nos dias 14 e 15 de maio a 36ª Semana do/a Assistente Social e o 9º Simpósio Goiano de Serviço Social. Os tradicionais eventos, no auditório Jaime Câmara da Câmara Municipal de Goiânia, reunirão pesquisadores, profissionais e estudantes para debater as bandeiras de luta da categoria e dar visibilidade à profissão. Gratuito, o evento marca as celebrações do Dia da/o Assistente Social, comemorado no próprio dia 15.

Na conferência de abertura, a ser realizada no dia 14, será tratado o tema “Regressão de direitos tem classe e cor: assistentes sociais no combate ao racismo!”. No dia 15, serão abordadas as temáticas “Seguridade Social e Combate ao Racismo: Desafios Contemporâneos” e “Desmonte do Estado: Desafios cotidianos do Serviço Social no Combate ao Racismo”, com abordagens específicas sobre Previdência, Assistência Social, Habitação, Saúde, Educação/Judiciário.

Integram ainda o cronograma diversas mesas redondas, atrações culturais, além de apresentações de trabalhos produzidos por profissionais e estudantes. Com o mesmo mote, “Regressão de direitos tem classe e cor: Assistentes Sociais no Combate ao Racismo”, encontros de assistentes sociais ocorrerão em todo o País, neste mês de maio.

A ação do Dia do/a Assistente Social deste ano chama a categoria a refletir sobre a atual conjuntura que, mais do que nunca, exige denúncia, resistência e luta. “A desigualdade social se aprofunda em nosso País. Direitos sociais garantidos em nossa Constituição Federal à custa de muita luta estão sendo ameaçados e retirados por meio de uma orientação neoliberal para as políticas públicas. Se não houver resistência, pode se estabelecer a barbárie”, destaca a presidenta do CRESS Goiás, Ângela Brasil, que faz coro ao mote de campanha definida no 47º Encontro Nacional do Conjunto CFESS-CRESS, ano passado, em Porto Alegre: “Se cortam direitos, quem é preta e pobre sente primeiro”.

A XXXVI Semana do/a Assistente Social é realizada pelo CRESS Goiás, em parceria com a PUC Goiás, a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a Faculdade Unida de Campinas (FacUnicamps). E tem o apoio do Conselho Federal de Serviço Social – CFESS, da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social – ABEPSS e da Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social – ENESSO. A abertura oficial do evento será às 19h do dia 14 de maio, uma terça-feira. O encerramento, em 15 de maio, às 18h, terá como destaque a Mesa dos Movimentos Sociais, seguida de debate e de uma bela apresentação cultural.

Programação

Programação da 36ª Semana da/o Assistente Social e IX Simpósio Goiano de Serviço Social

  • 17h – Credenciamento e lanche

    19h – Apresentação cultural: Filhos do Vento/IFG Cidade de Goiás

    19h30min – Mesa de abertura: CFESS, CRESS, ENESSO, PUC, UFG, Centros Acadêmicos, ABEPSS e FacUnicamps.

    20h – Conferência Magna

    “Regressão de direitos tem classe e cor: Assistentes Sociais no combate ao racismo!”

    Palestrante: Prof.ª Simone Sobral – Graduada em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (1990), mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás (1998), doutora em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003); Pós-Doutora (2011,CAPES), na Université Paris XII, em colaboração com Frédéric Gros e Pós-Doutorado (2017,CAPES), na Université Paris X, em colaboração com Judith Revel. Professora associada da Universidade Federal de Santa Catarina, onde atua no âmbito da graduação e pós-graduação em Serviço Social. Vice-líder do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Profissões e Instituições (NEPPI). Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Fundamentos do Serviço Social, atuando principalmente nos seguintes temas: analítica foucaultiana, poder e resistência, ética e política.

    Coordenadora da Mesa: Ana Ângela Torres Brasil

    21h – Debate

    22h – Encerramento

  • 08h às 09h30 – Credenciamento

    08h30 – Apresentação Cultural: Grupo Quilombola Moçambique Real/Itumbiara

    09h30 – Conferência

    “Seguridade Social e Combate ao Racismo: Desafios Contemporâneos“

    Conferencistas:

    Maria Lúcia Lopes da Silva - É graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Mestre e Doutora em Política Social pela Universidade de Brasilia (UnB),Pós-Doutorado ( março de 2016 a fevereiro de 2017) em Planejamento e gestão de politica social e serviços sociais ( "Pianificazione e Gestione delle Politiche e Servizi Sociali" - PROGEST), dell´Università degli Studi di Milano - Bicocca, Milano, Itália.É Professora Adjunto IV da Universidade de Brasilia. Ministra aulas na Graduação em Serviço Social e no Mestrado e Doutorado em Política Social. Possui experiência de gestão nas áreas de serviço social, previdência social, assistência social e saúde suplementar. É pesquisadora do CNPq do Grupo de Estudos e Pesquisas em Seguridade Social e Trabalho - GESST/UnB/CNPq e do Pensamento social e realidade brasileira na América Latina e Centro de Estudos Octávio Ianni/Laboratório Integrado de Pesquisas. Realiza estudos e pesquisas e possui publicações, na área de política social e serviço social, principalmente, nos seguintes temas: seguridade social, previdência social, assistência social, trabalho, direitos sociais, serviço social e população em situação de rua.

    Elaine Junger Pelaez – Graduada em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2008). Especialista em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca – ENSP/FIOCRUZ (2009). Especialista em Avaliação em Saúde – ENSP/FIOCRUZ (2015). Atual servidora pública federal no Ministério da Saúde, trabalha no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia – INTO, como Assistente Social. Tem desenvolvido principalmente os seguintes temas: Política de Saúde, Políticas Sociais, Controle Social, Movimentos Sociais, Lutas Sociais, Serviço Social e financiamento da política de saúde.

    Ana Paula Procópio da Silva – Docente da Faculdade de Serviço Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Doutora em Serviço Social (UFRJ, 2017). Mestre em Serviço Social (UERJ, 2009). Graduada em Psicologia (UGF, 1996) e em Serviço Social (UERJ, 2007). Coordenadora do Programa de Estudos e Debates dos Povos Africanos e Afro-americanos – PROAFRO UERJ. Pesquisadora integrante do Centro de Estudos Octavio Ianni (FSS/UERJ). Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social e processos de trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: fundamentos do serviço social, trabalho, relações étnico-raciais, gênero, educação e saúde.

    Coordenadora de mesa: Kátia Regina Neres

    11h – Debate

    12h – Intervalo para almoço

    13h30 – Apresentação cultural: Rafael Alvino/Voz e Violão

    13h45 – Sara Ribeiro Silva/Performance

    14h – Mesa Redonda:

    “Desmonte do Estado: Desafios cotidianos do Serviço Social no Combate ao Racismo”

    Previdência Social

    Patrícia Sousa Oliveira – Graduada em Serviço Social pela PUC Goiás. Cursando Políticas Públicas pela UFG. É analista do Seguro Social do INSS em Goiânia. Membra titular do Comitê Nacional de Acessibilidade do INSS. Faz palestras sobre “O papel das políticas públicas para a promoção e inclusão das pessoas com deficiência”; “A política pública de Assistência Social como Direito e o papel do Controle Social para a sua efetivação”; “Empregabilidade da Pessoa com Deficiência”. Atua no CMASGYN, SEMAS e como presidente da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (ADVEG).

    Assistência Social

    Priscylla da Silva e Sousa Soares – Graduada em serviço social pela PUC Goiás. Pós-graduada em Políticas Públicas e Dinâmicas Territoriais pela UEG. Servidora efetiva da prefeitura de Senador Canedo. Atuação na Secretaria de Assistência Social de Senador Canedo.

    Habitação

    Wanessa Batista Mello – Graduada em Serviço social pela Pontifícia Universidade Católica (PUC Goiás,2004). Especialista em Saúde do Idoso pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (FCMMG, 2008). Mestra em Serviço Social, pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC- Goiás, 2011). Tem experiência profissional em: trabalho com grupos, elaboração, planejamento e execução de projetos sociais, elaboração de documentos oficiais. Tematiza categorias histórico-analíticas, tais como: cidadania ampliada/direito social, democracia, velhice, processo de envelhecimento. Desenvolve estudos nas áreas de política social, velhice e processo de envelhecimento da população. Atualmente trabalha na Agência Goiana de Habitação – Agehab. É Professora na PUC Goiás, na Escola de Ciências Sociais e Saúde (Curso de Serviço Social). Faz parte da Gestão 2017-2020 do Conselho Regional de Serviço Social, 19ª região, como coordenadora da Comissão de Inscrição.

    Saúde

    Eulange de Sousa – Graduada em Serviço Social pela Universidade Católica de Goiás (1984) e mestre em Educação pela Universidade Católica de Goiás (2005). Concluiu em maio de 2015 o curso de doutorado no Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde da Faculdade de Medicina da UFG. Atualmente é servidora técnico-administrativa da Universidade Federal de Goiás no cargo de assistente social, cedida para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, exercendo a função de Chefe do Setor de Projetos Estratégicos em Saúde do Hospital das Clínicas. É também Assistente Social na Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia. Tem experiência na área de Formação de Educadores Sociais e Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: controle social, anemia falciforme, organização social, metodologias de atendimento a crianças e adolescentes e políticas públicas. É militante do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua desde de 1985. Participa do Núcleo de Estudos Qualitativos em Saúde e Enfermagem (Nequase) da Faculdade de Enfermagem da UFG. Foi coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde do HC/UFG.

    Judiciário

    Kamilla dos Santos Silva – Feminista Negra Interseccional Bacharel em Serviço Social pela Universidade Federal de Sergipe (2011). Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Brasileira de Educação e Cultura (2015). Aluna Regular do Mestrado Interdisciplinar em Direitos Humanos da Universidade Federal de Goiás (2017). Possui Espanhol Intermediário I pelo CONOCER (2015). Atualmente é Analista Judiciária e Assistente Social do quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, lotada no Setor Interdisciplinar Penal (SIP) da Comarca de Goiânia de Junho/2015 a Abril/2018. No momento está lotada no Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Goiânia. Atuou no programa Amparando Filhos, de Abril/2018 a Janeiro/2019. Atualmente, no Setor de Acolhimento Institucional (SEAI). Tutora em Educação à Distância na Escola Judicial de Goiás (EJUG).

    Coordenadora de mesa – Maria Ciurinha da Silva Santos

    15h45 – Debate

    16h30 – CoffeeBreack

    16h45 – Apresentação cultural: Thayná Janaina

    17h – Apresentação de Banners e divulgação de livros

    18h – Mesa dos Movimentos Sociais

    Coordenadora da mesa: Nara Costa

    19h – Debate

    20h – Apresentação cultural de encerramento

Programação NUCRESS

Faça download da programação dos eventos regionais.

 

Programação NUCRESS Sudeste


NUCRESS Leste
Inscrições - Programação


NUCRESS Rio Vermelho
Programação: Primeiro Dia | Segundo Dia


NUCRESS Região Sul -  24 de maio
InscriçõesProgramação


NUCRESS Região Nordeste
InscriçõesProgramação